Este blog nasceu porque gosto muito de cozinhar e sou uma coleccionadora de livros de receitas. Espero com o tempo vir a partilhar convosco algumas das minhas experiências de pratos salgados e doces.
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
20
Abr
11

Hoje não vou apresentar nenhuma receita feita por mim, mas sim por umas pessoas amigas. Apenas assisti à sua confecção e tirei as fotos para registar o momento, nunca pensei que um dia iriam enriquecer o meu blog. Uma especialidade dos Açores e só acessível a quem lá vive; o famoso cozido das furnas, o caseiro, autêntico e original.

Existem 2 formas de o fazer, a maneira tradicional que é cozido dentro de um saco, onde não são absorvidos os líquidos, ou na panela. Segundo a opinião de quem já comeu das 2 maneiras  também difere no sabor, (eu só comi este, e adorei!) na panela acho que sabe um bocado a enxofre!!

 

 

 

Forra-se um alguidar com um lençol ou toalha de algodão, vão-se pondo as folhas verdes da couve que serve apenas de protecção (retiram-se depois de cozido). Põem-se as carnes, por cima as cenouras, a couve branca, batatas doces, inhame e os  enchidos.

 

 

 

 

 

mais couves , a parte mais branca

 

 

Tapa-se com mais folhas verdes e fecha-se muito bem,  unindo as pontas da toalha ou lençol. Coloca-se dentro de um saco de juta e vai para o buraco para cozer, o que demora cerca de 4 horas. Tem que se ir bem cedo, se não corre-se o risco de não estar pronto na hora do almoço ou jantar, ou já não haver buracos disponíveis!

 

 

Também tirei um foto a outro que ia na panela!!

 

 Tapa-se  (essa tarefa cabe aos senhores que lá trabalham).

 Temos que fixar, e marcar o sítio, acho que pomos um  ramo de árvore, mas já não me recordo muito bem.

 

 

 Já está na hora!! Que fome!

 

 

Aí vem ele! é posto o saco no alguidar, até casa.

 

 

 

Aqui já em casa.

 

 

Parece um bolo! Como disse no início estas folhas verdes são retiradas.

 

 

 E voilá o aspecto final antes de ser colocado na travessa.

O mais provável é nunca mais voltar a comer, mas ficará para sempre na minha memória este  cozido e as pessoas maravilhosas que o fizeram e nos receberam tão bem.

 

Adorei  S. Miguel, as pessoas são super simpáticas e muito acolhedoras.

tags:
publicado por canelanacozinha às 16:07
13
Abr
11

No fim de semana passado comprei uns morangos tão madurinhos e vermelhinhos que apeteceu-me fazer uma sobremesa fresca.

 

 

 

A receita foi improvisada com o que havia na despensa e no frigorifico:

 

1 lata de leite condensado

3 iogurtes naturais açucarados

1 pacote de natas

alguns morangos triturados

5 folhas de gelatina.

 

Misturei o leite condensado com os iogurtes, juntei as natas, a gelatina derretida e por cima os morangos triturados sem os envolver. Deitei numa forma untada com um pouco de óleo para desenformar melhor. Levei ao frigorifico e na altura de servir desenformei e enfeitei com morangos.

 

publicado por canelanacozinha às 19:00
11
Abr
11

Ultimamente o tempo não me tem dado para nada, é correr para aqui e para ali e isto nota-se na cozinha. Pouca vontade de cozinhar e de fazer receitas novas. Hoje trago um empadão feito com os restos da carne de uma feijoada.

 

 

 

Sobrou bastante carne de porco (chispe), entrecosto, farinheira e chouriço. Passei tudo na 1,2,3. Fiz um refogado com cebola picadinha, juntei o preparado, pus um pouco de vinho branco e deixei refogar um pouco. Entretanto fiz um puré de batata, pus metade no fundo de um prato de ir ao forno, por cima o preparado de carne picada e cobri tudo com o restrante puré. Enfeitei com rodelas de chouriço, mas se for barrado com gema de ovo fica mais bonito.

 

 

 

tags:
publicado por canelanacozinha às 18:41
07
Abr
11

Depois de uma ausencia considerada, hoje trago um clássico da nossa gastronomia : polvo à lagareiro à minha moda, que é um prato que todos gostam cá em casa (o que é raro acontecer).

 

 

 

 

INREDIENTES:

1 polvo com cerca de 1,700 (para 4 pessoas)

2 cebolas

7 ou 8 dentes de alho

1 ramo de coentros

azeite

 

Cozer o polvo sem estar completamente descongelado, na panela de pressão com uma cebola, cerca de 20 minutos. Fazer um refogado com a outra cebola os dentes de alho e o azeite. Depois de cozido cortar o polvo pelos tentáculos. Num tabuleiro de ir ao forno, colocar a cebola refogada com os alhos, por cima colocar o polvo. Juntei umas batatinhas "noisette" do Pingo Doce levei ao forno só o tempo das batatas ficarem loiras (cerca de 10 minutos). Cortei os coentros já depois de sair do forno.

publicado por canelanacozinha às 20:16
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Eu diria melhor:todo o "cozido de grão" é rematado...
Mas que bom. Gastronomia á Portuguesa no seu melho...
Água na boca. Delicioso.
esse prato também é conhecido por "jantarinho alen...
no alentejo é servido com mais caldo. tipo sopa...
Decididamente tinha ÁGUA a MAIS!
É delicioso estão me sempre a pedir para fazer !!!...
acabei de fazer cá em casa todos adoraram!! muito ...
Também deve ficar bom, mas nunca experimentei
Estive a ver a receita da sopa de cardos selvagens...
blogs SAPO